OOPS. Your Flash player is missing or outdated.Click here to update your player so you can see this content.
Ermida de Nossa Senhora das Necessidades PDF Imprimir e-mail
_mg_1629.jpg
 Frontispício da Ermida

Fica situada no lugar das Necessidades, no Livramento. A invocação da ermida esteve na origem do nome do referido lugar.

Segundo o Doutor Ernesto do Canto, nas suas "Notícias sobre Igrejas, Ermidas e Altares da Ilha de S.Miguel", consta que Jancinto de Sequeira, mercador e sua mulher Maria Gonçalves, dotaram esta ermida com seis mil reis de património, impostos em trinta e quatro alqueires de vinha e casas junto À ermida, por escritura de dois de Agosto de 1690, nas notas de Lourenço Aires Rodovalho, precedendo licença do Bispo de Angra, D. Frei Clemente Vieira, com data de dois de Julho de 1689.

Em seu testamento de três de Agosto de 1785, o Doutor João Tavares Basto, deixou esta ermida a Nicolau Maria Raposo.
A ermida foi reconstruída depois em 1830.

Ao fazer a descrição da ermida de Nossa Senhora das Necessidades, em artigo inserto no jornal Açoriano Oriental de sete de Setembro de 1983, refere o Doutor Jugo Moreira:  "Tem um frontispício singelo e sobre a única porta, um painel de azulejos gastos pelo tempo com Nossa Senhora das Necessidades com legenda cronografada. Um pequeno adro de banqueta, separa-a do caminho.
Interiormente, é um museu de ajuzelos, que atinge o ponto mais alto no grontal do único altar."
 
_mg_1630.jpg
 Painel de Azulejos
 

 

 
EISnt-Engenharia Informática