OOPS. Your Flash player is missing or outdated.Click here to update your player so you can see this content.
História (Paroquia) PDF Imprimir e-mail
_mg_1589.jpg
 Igreja Nossa Senhora do Livramento

  A primeira referência que encontramos sobre o Livramento surge-nos citada no semanário "O Preto no Branco", de 24 de Setembro de 1896, sob o título "Igrejas e Ermidas de S.Miguel" da autoria de Ernesto do Canto, onde se lê:

"...Manuel Alves de Lordelo, familiar do Santo Ofício, em seu testamento aprovado em 2 de Janeirosde 1661, diz que seu filho, o Padre João Alves de Lordelo fez escritura de doação de oito alqueires de terra junto à Ermida da Senhora do Livramento para com o rendimento pagar as missas dos dias santificados..."

Ainda no referido semanário, o articulista a propósito do Livramento acrescenta: "...Parece pois ter sido edificada pelo dito Padre. Por alvará de 27 de Outubro de 1727 passou a ser freguesia (vide Arquivo dos Açores, vol. V, pág. 272). Foi elevada a paróquia por alvará de Administrador Geral deste distrito de 11 de Dezembro de 1837...".

No entanto, em 1882, João Soares de Albergaria de Sousa no seu livro "Corografia Açórica" refere-se ao Livramento como parte integrante de Rosto do Cão: "... Rosto do Cão, aldeia grande, situada à beira-mar em terreno plano, numa milha a leste da Cidade. A sua Paróquia é de invocação a São Roque, com vigário, cura e tesoureiro. A povoação do Livramento no interior, onde há uma Ermida que lhe dá o seu nome, e um cara Pároco, está sujeita à sua paróquia: os seus habitantes têm ferteis lavouras, cultivam bom Omitas e algumas pipas de vinhaça...".

Aliá, no livro dos "Acordos da Junta", com início dos lançamentos em 11 de Fevereiro de 1838, que faz parte do Arquivo da paróquia do Livramento, consta uma nota manuscrita pelo Sr. Padre Domingos Costa da Silva, mais conhecido por Padre Domingos da Silva Costa e encerrada com a respectiva rubrica que passamos a transcrever: "O Livramento, Curato de S.Roque, desde 27 de Outubro de 1727 (...)".

Em 1723, Fernando Afonso de Chaves e Meio escreveu e publicou em Lisboa o livro "Margarita Animata" onde são anunciadas as Ermidas que fazem parte da Paróquia de São Roque, entre as quais se encontra a Ermida de Nossa Senhora do Livramento.

_mg_2336.jpg
Interior da Igreja


Ora a população do Livramento que em 1890 era de 1510 habitantes, foi aumentando gradualmente de tal modo que a antiga Ermida de Nossa Senhora do Livramento, embora tenha ganho o estatuto de Igreja Paroquial, se tornou demasiado exígua para acolher os inúmeros crentes que a frequentava.
Assim na década de 1960 e por acção do Reverendo Domingos da Silva Costa, procedeu-se à última alteração que ao longo dos anos lhe foram sendo introduzidas com a ampliação, a introdução da torre do lado norte e a modificação total so seu interior.

A Paróquia do Livramento esteve integrada na ouvidoria de Ponta Delgada até ser criada a da Lagoa, na qual está presentemente inserida. 

 
EISnt-Engenharia Informática