OOPS. Your Flash player is missing or outdated.Click here to update your player so you can see this content.
Escola EBJI 2 do Livramento PDF Imprimir e-mail
escola_2.jpg   coordenadora_eugnia.jpg
Escola EBJI do Livramento 2
Padre Domingos da Silva Costa
  Eugénia Rebelo
Coordenadora
A escola tem quantos alunos?
Actualmente temos cerca de 207 alunos que estão divididos por quatro turmas do pré-escolar e sete turmas do primeiro ciclo.

 

Trabalha nesta escola há quanto tempo?
Estou aqui desde o ano escolar 92/93, ou seja há 17 anos.

 

Quais as diferenças que encontra desde a sua entrada neste estabelecimento de ensino?
Estando sempre ligada ao pré-escolar, noto uma diferença muito grande no comportamento dos alunos, são crianças muito mais irrequietas, estão sempre em constante movimento. Mas noto também que têm uma maior capacidade para aprender, estão mais despertas para o que lhes rodeia. Há uns anos atrás eu sentava-me com um grupo a trabalhar na mesa, outro grupo noutra mesa e tudo acaba por decorrer com muita calma e organização, actualmente não consigo fazer isso, tenho que estar em constante movimento, a minha atenção tem que ser muito mais direccionada para os alunos. Antes era mais fácil fazer um trabalho individualizado tinha mais tempo para ajudar nas dificuldades da criança, enquanto hoje apenas consigo fazer isso após o intervalo, em momentos em que os alunos estão em actividades de livre escolha. Esta diferença também sente-se nas actividades que a escola realizava. Antes nós conseguíamos comemorar o S.João, fazíamos marchas, convívios com os pais, porque as crianças aderiam muito mais e também porque tínhamos mais disponibilidade para esse tipo de actividades. Agora é muito mais complicado concretizar o mesmo que se fazia.

 

Na sua opinião, as novas tecnologias ajudam a desenvolver as capacidades de aprendizagem do aluno?
Bom, através da minha sala não lhe consigo identificar esta ajuda uma vez que no meu espaço do pré-escolar não tenho computador. Existem duas salas do pré-escolar que não têm computador. As salas do primeiro ciclo têm dois computadores. A nível do pré-escolar apenas duas salas têm computador, isto porque sãos as salas dos meninos mais velhos da pré. Eu como tenho um grupo de crianças com 3 anos, fiquei sem acesso ao computador. Mas claro, acredito que seja um meio de ajuda e que consiga também motivar na aprendizagem. O aparecimento do computador Magalhães reforça esta ideia de ajuda e apoio na educação.

 

A entrega do computador Magalhães decorreu normalmente?
Como educadora do pré-escolar não tive qualquer intervenção neste processo. Como coordenadora posso adiantar que foi uma entrega faseada. Ainda há pouco tempo recebemos mais Magalhães, mas aqui na escola estão praticamente todos entregues aos alunos que optaram pela compra deste equipamento.

 

No presente ano lectivo, entraram muitas crianças com idade de 3 anos?
Sim muitos e a procura é cada vez maior. Dos que se inscreveram estão ainda dois em lista de espera. Estas crianças que estão em lista de espera, são crianças que fizeram os três anos depois de 15 de Setembro. Actualmente na pré temos três salas com 20 alunos e uma sala com 19 alunos por causa de uma transferência.

 

Como vê a entrada das crianças de 3 anos no ambiente escolar?
Nos anos anteriores acontecia-me ter grupos com crianças de várias idades. O ano que agora decorre é o primeiro que tenho um grupo totalmente formado por crianças de três anos. É uma situação complicada porque as nossas escolas não estão adequadas às crianças desta idade. Por exemplo, nas casas de banho, as sanitas, bacias são altas e as cadeiras na sala da pré são grandes para eles. Depois existem as crianças que estavam habituadas a dormir à tarde e que acabam por sentir a falta deste descanso, tornando-as mais aborrecidas. O meu primeiro objectivo foi dar uma boa integração a eles e depois de estarem criados hábitos, aos poucos, acabamos por fazer um bom trabalho. No pré-escolar não tenho um programa a seguir, tenho sim orientações curriculares com objectivos e competências para cada idade. Ao nível do trabalho pedagógico e educativo não se torna difícil, porque consigo identificar quais os objectivos e competências que o grupo tem que ter. Resta-me desenvolver ao longo do ano estes pressupostos. O facto de terem três anos não significa que vão estar a brincar todo o dia, eles têm as suas actividades e metas a atingir. A maior dificuldade está mesmo relacionada com o espaço físico, mas pronto, não paramos por causa disso, é uma questão de nos adaptarmos ao que existe.

 

Actualmente uma criança, que entre aos 3 anos, até concluir o primeiro ciclo tem pelo menos sete anos de presença na escola. Existem muitos casos destes neste estabelecimento?
Sim existem ainda muitos. Cada vez menos entram crianças de 5 anos pela primeira vez na escola. Existem os casos em que a criança sai a meio desta caminhada para ir para outra escola. Uma situação que também pode acontecer é o aluno chegar à idade de entrar no primeiro ano do primeiro ciclo e estar com grandes dificuldades na aprendizagem. Neste caso fica mais um ano na pré.

 

Os encarregados de educação fazem um bom acompanhamento da aprendizagem?
Eu nas minhas turmas do pré-escolar tenho sempre a preocupação de, em todos os períodos, enviar para casa um pequeno texto explicando o que vou fazer e quais os objectivos. Acima de tudo pretendo que os pais fiquem a par da aprendizagem que está a decorrer. Há alguns anos atrás existia muito a ideia de que os meninos vinham para a pré para brincar, não davam a devida importância ao ensino pré-escolar. Hoje cada vez mais nota-se que os pais se importam. Basta eu recomendar um livro para as actividades que eles compram. Noto aqui uma boa atenção e interesse por parte dos pais porque muitas vezes eles falam de situações relatadas pelos filhos. Sobre a disponibilidade para reuniões ou atendimento, é natural que acabem por não aparecer muitas vezes. Hoje em dia os trabalhos obrigam a horários cada vez mais exigentes e não nos podemos esquecer que há uns anos atrás era rara a mãe que trabalhava. Por isso é que acabo por enviar para casa várias informações como por exemplos, os pedidos, autorizações para saídas de visita de estudo e as competências e objectivos que vão ser desenvolvidos. Acima de tudo pretendo manter uma ligação saudável entre e a escola e os pais.

 

Como coordenadora e atendendo que a escola não é pequena, que medidas urgentes são necessárias para a melhoria das condições de trabalho?
O facto de ser uma escola grande acaba por tornar o trabalho difícil. A grande necessidade está no espaço exterior. Deixa-nos uma grande preocupação porque é uma escola com pouca segurança exterior, qualquer pessoa entra facilmente no recinto. Durante o fim-de-semana o edifício é muitas vezes vandalizado, são portas ou janelas partidas e tem vezes que deixam seringas e garrafas na zona do recreio. Nem o facto de existir um gradeamento os impede, eles saltam facilmente. Além disso, o espaço exterior é muito disperso e algumas zonas são muito irregulares. Por exemplo, a zona do campo de jogos, para além de ter muros, fica a um nível superior que impede a fácil vigilância de quem está no recreio a tomar conta das crianças. Actualmente temos uma relação de cinquenta crianças para um auxiliar e com as condições que temos no exterior acaba por se tornar num trabalho de segurança muito complicado. Refiro ainda que não existe qualquer tipo de material lúdico no recreio, não existe um escorrega, um baloiço, não existe nada. Sei que há um projecto para remodelar a escola e que contempla o arranjo de várias áreas da escola, como por exemplo, as casas de banho e lavatório exterior. Da zona do recreio  não tenho bem presente que intervenção irá ser feita.

 

Existem actividades extra-curriculares na escola?
Directamente ligada à escola não. No ano passado tínhamos as escolinhas de desporto com a presença de um professor que dava voleibol, mas não teve continuidade. A única actividade que existe nas instalações é um ATL que pertence à Câmara Municipal de Ponta Delgada em que a escola apenas sede o espaço para o seu funcionamento, ou seja a escola não tem qualquer responsabilidade na entrada e actividades das crianças deste ATL.

 

Como acha que vai estar esta escola daqui a uns 30 anos?
Não faço a mínima ideia. Espero e desejo que seja um estabelecimento de ensino muito mais seguro e com óptimas referências no ensino pré-escolar e primeiro ciclo. O bom mesmo seria fazerem obras, estou aqui há 17 anos e a escola nunca foi pintada por dentro, à excepção do gabinete de coordenação que estavam em condições muito más. Por fora foi apenas pintada uma vez.

 

Agora sobre a freguesia. Que opinião tem sobre o Livramento, tendo em conta o seu desenvolvimento?
Eu moro aqui no Livramento há doze anos e noto uma diferença muito grande na freguesia, a nível dos espaços físicos, de limpeza e de requalificação, principalmente nos últimos oito anos. Existiu um certo cuidado nos arranjos dos locais públicos, por exemplo no miradouro do rosto do cão que é um local aprazível, nos fontanários que foram restaurados e no local onde se encontra o monumento ao romeiro. Agora o que julgo que está a faltar aqui é um espaço lúdico dedicado às crianças, um parque infantil. A existência de um jardim público com um parque infantil seria muito bom porque poderíamos dar uns passeios com as crianças da escola e claro iria valorizar ainda mais a freguesia do Livramento. Tem acontecido um crescimento muito grande em termos habitacionais que pode tornar a freguesia no tal dormitório de Ponta Delgada e a meu ver a criação de infra-estruturas de lazer iria ajudar no combate ao elevado crescimento de edifícios e moradias. A exemplo deste crescimento habitacional, eu aqui na escola não tenho praticamente alunos da Vila Faia. E os que estão aqui na escola e moram na Vila Faia são filhos de pessoas que já moravam na freguesia. Acabo por não ter inscrições de filhos de pessoas que vieram recentemente morar para o Livramento. Seria interessante a entrada destas crianças porque acredito que daria uma realidade diferente à escola, novas ideias, conhecimentos, perspectivas e atitudes que de certo iriam enriquecer o ambiente de aprendizagem.

 
EISnt-Engenharia Informática