OOPS. Your Flash player is missing or outdated.Click here to update your player so you can see this content.
Entrevista Pres. Junta PDF Imprimir e-mail
Concluídas as eleições autárquicas 2009 e estando eleito para mais 4 anos, como viu a evolução do Livramento na sua liderança?
Neste últimos anos, pelos menos nos últimos 8, vejo que o Livramento sofreu uma grande evolução em termos de infra-estruturas, melhorias na rede viária e qualidade de vida da população. É evidente que a evolução está em constante mutação e é necessário ainda construir muitos mais equipamentos, por exemplo iniciamos agora a construção das sedes dos Escuteiros, Folclore e Aikido que irá colmatar uma lacuna bastante importante.
Foi também uma preocupação nossa a criação de zonas de lazer, uma falha que a freguesa tinha e neste sentido acabamos recentemente de concretizar um espaço de actividade física na Vila Faia, zona que está também carente em infra-estruturas.

 

Isso significa que exista ainda muito por fazer e ideias a concretizar?
Sim claro, o nosso objectivo é sempre melhorar ao máximo as condições de serviço. Por exemplo, vamos a breve trecho arrancar com a remodelação da iluminação na zona nobre da freguesia e colocar um quiosque com o objectivo de chegar com outros equipamentos e condições à comunidade.
O meu objectivo é sempre dar melhores condições, estar atento aos problemas e necessidades que existem no Livramento.

 

pres_junta_livramento.gif
Manuel António
Botelho Soares

Presidente Junta Freguesia

Existe muito a noção de que o Livramento é um dormitório de Ponta Delgada, concorda com esta afirmação, mesmo sabendo que existem muitas instituições na freguesia?
Sim, é verdade que existem muitas valências, associações e equipamentos no Livramento, mas também não deixa de ser verdade que a freguesia é um dormitório. Um número significativo de habitantes vive nesta freguesia apenas em horário pós-laboral, acabando por não se incorporar activamente nas diversas actividades que existem. A exemplo disso, no meu boletim de campanha apelei aos mais recentes moradores da freguesia para que se incorporassem de modo a criar uma maior dinâmica na comunidade. Acredito que é daí que pode surgir um novo Livramento com mais energia, dinâmica, mostrando outra capacidade e que todos acabam por trabalhar em conjunto para o mesmo objectivo.
Afinal o Livramento é de todos e não apenas de alguns.

Como Presidente da Junta de Freguesia, que reacções te recebido por parte da comunidade, tendo em conta as obras realizadas?

Tem sido muito positiva a reacção. Basta ver que os últimos resultados eleitorais acabaram por dar uma diferença, em termos percentuais, muito grande. É sinal de que as pessoas estão satisfeitas com o trabalho realizado nos últimos 8 anos pela Junta de Freguesia e que pretendem a continuidade ao renovarem o nosso mandato por mais 4 anos, com uma maioria absolutíssima.

De acordo com os contactos, porta a porta, que fez na campanha eleitoral, qual foi o maior desejo/pedido, para posteriormente se implementar na freguesia?

Este desejo está relacionado com os idosos, ou seja a construção de um Lar de Idosos aqui na freguesia. Esta é efectivamente uma das nossas promessas eleitorais, em que iremos fazer tudo para que se possa concretizar esta necessidade. Temos um lote na Vila Faia para a construção deste lar, mas é claro, não depende apenas da Junta Freguesia. Já solicitamos uma reunião com a Secretaria Regional da Segurança Social para começar a dar inicio a esta nossa pretensão. Tenho a noção de que não é um processo fácil e que pode levar muito tempo, mas nunca irei desistir, por ser uma necessidade da freguesia.
Para além deste objectivo iremos também dar alguma atenção à Vila Faia pois está muito carente de infra-estruturas e para que esta falha comece a ser colmatada já começou a arrancar a construção de um supermercado e posteriormente será incorporado um parque infantil. Aquele aldeamento tem um projecto com alguns anos e inicialmente não estava previsto qualquer tido de equipamento. Aliás, isto tem sido uma das coisas que tenho defendido, em reuniões na Câmara Municipal de Ponta Delgada. Todos os aldeamentos deveriam incluir uma infra-estrutura de apoio às crianças, por exemplo uma creche. Um exemplo prático disto é a Quinta do Castanheiro que foi recentemente inaugurada e que já inclui espaços comerciais e tem um lote que pode ser usado para a construção de uma creche.

Sobre o Turismo. Para além da Praia do Pópulo é fácil observar que existe também uma boa oferta no turismo habitação, isto deve-se a quê?

Isso acontece porque o Livramento é a freguesia mais rica em Solares e Fontenários e para que este valor patrimonial se possa valorizar ainda mais, algumas famílias acabaram por reestruturar estes locais tornando-os em espaços agradáveis e acolhedores para as pessoas que nos visitam.
É claro que não nos podemos esquecer da Praia do Pópulo, que é sem dúvida um ex-líbris da ilha e que acaba por ser um local de eleição na época do Verão.
Para reforçar esta oferta, posso adiantar que existem dois projectos para a construção de raiz de dois Hotéis numa zona próxima à praia.
Isto significa que acabamos por ter projectos para novos empreendimentos turísticos e mantemos o nosso património em óptimo estado. O Livramento é sem dúvida uma freguesia que tem a sua dimensão no turismo regional.

Como vê o Livramento nos próximos anos?

Sempre em franca expansão.
Estão em construção novos loteamentos, alguns de grande qualidade, condomínios fechados e estão também previstos equipamentos turísticos.
O facto de o Livramento estar situado geograficamente numa zona importante da ilha de S.Miguel, acaba por permitir uma dinâmica importante que acredito ser cada vez maior num futuro próximo.
Com toda a garantia, o futuro do Livramento será risonho e pautado por um crescimento consciente e determinante.
 
EISnt-Engenharia Informática